Depois de 9 meses de espera o bebê nasce, a mamãe cuida, amamenta e se preocupa. Abrir mão de amamentar ao longo do dia pode ser difícil na volta ao trabalho.

 

Não é apenas o fato de não passar o dia com o bebê que incomoda as mães que precisam voltar a trabalhar. A preocupação da maioria delas é: como deixar meu bebê com outra pessoa se ele ainda não desmamou?

Antecipar o desmame nunca é visto com bons olhos, nem pelas mães nem pelos pediatras. Então, a mamãe precisa achar formas de se organizar e continuar oferecendo o leite do seio, garantindo a nutrição completa do pequeno.

Entenda como é possível conciliar amamentação e emprego sem prejudicar sua relação ou o desenvolvimento do bebê.

 

Amamentação é possível para a mãe que trabalha

Voltar a trabalhar após o nascimento do bebê não é algo simples para a mamãe. Existe a necessidade de readaptar toda a rotina da casa e o medo de que separar-se do filho possa enfraquecer a relação entre mamãe e bebê.

amamentação voltar ao trabalho tirar leiteA amamentação está entre as maiores preocupações das mães que voltam a trabalhar.

Será necessário desmamar o pequeno mais cedo?

Ele vai se alimentar nos horários certos?

Ele vai aceitar algo que não seja o peito?

Essa preocupação é natural, já que a amamentação, além de ser essencial para a nutrição dos bebês até cerca de 1 ano e meio, é parte fundamental da criação de vínculos entre mamãe e bebê.

A amamentação é um momento de carinho, contato com a pele e o cheiro da mamãe em que ele se sente mais protegido, amado e aconchegado. Mas não estar em casa o dia todo não precisa ser o fim do mundo.

 

Amamentar e trabalhar: como tornar possível?

Voltar para o trabalho sem prejudicar a amamentação do bebê depende de alguns elementos. É preciso uma mamãe determinada a continuar amamentando, dedicação com o processo de retirar e armazenar leite e ter o suporte da empresa onde trabalha, da creche do bebê ou de quem ficar com ele em cada.

Falando assim pode até parecer difícil, mas amamentar trabalhando não é um bicho de sete cabeças, nada que uma preparação e compromisso não resolvam com facilidade. Para ficar ainda mais fácil, veja alguns pontos essenciais.

 

Cuidados antes de voltar ao trabalho

O primeiro passo é preparar seu corpo para a mudança de rotina. Como você vai começar a passar mais tempo longe do seu filho e seu organismo responde à sucção e ao cheiro dele para produzir leite, lembre-se de estimular ao máximo enquanto pode.

amamentação voltar ao trabalho tirar leiteNão, voltar a trabalhar não significa que com a distância seu leite vai secar. Para que você continue tendo bastante leite, no mês anterior ao retorno dê de mamar o máximo possível.

É o que os especialistas chamam de amamentação em livre demanda. Amamentar muito incentiva seu seio a produzir cada vez mais leite.

Ordenhe e armazene leite mesmo enquanto está em casa, fazendo um estoque de 15 dias antes de voltar a trabalhar. Assim, não haverá riscos de não ter leite em casa e de ficar dependendo da ordenha do dia anterior.

Converse no trabalho sobre a situação. Veja e você terá suporte para o período, afinal, mesmo não amamentando o dia todo você está estimulando a produção de leite, por isso, precisará fazer a ordenha no trabalho. Tenha a certeza de que existe um espaço higiênico, com privacidade e conforto para isso e que há a disponibilidade de um freezer para guardar o leite até a hora de ir para casa.

 

Voltei a trabalhar: e agora?

O mesmo processo de antes de retornar ainda vale. Manter a produção de leite depende de estímulos constantes. Não negue nunca o peito ao bebê quando estiver com ele, amamente em passeios, em casa e a noite, ainda que esteja cansada do trabalho.

Lembre-se, além de incentivar a produção de leite, você está mantendo os vínculos com seu bebê, então faça uma forcinha mesmo quando tudo o que você quer é dormir.

Evite o uso de mamadeiras como substituta do seio quando não estiver em casa. Oriente o responsável a dar o leite ordenhado para o pequeno em um copinho plástico, colher dosadora ou copo de transição. Essas opções, ao contrário da mamadeira, não possuem bicos, evitando que a criança entre em conflito e passe a recusar o bico do seio, o que causa o desmame antes da hora.

Caso você trabalhe perto de casa ou da creche onde seu filho fica, tente ir até ele no almoço e amamentar no seio, pode ajudar muito em todo o processo.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *