Ainda que pareça um passeio inofensivo, existem diversos cuidados que grávidas devem ter ao ir à praia.

 

As mudanças nos hábitos e na vida da mulher a partir do momento que descobre estar grávida são uma grande preocupação. As pressões da sociedade são grandes e não é raro ouvir que agora tudo será diferente. Mas será que é preciso abrir mão de tudo?

Ir à praia é uma das preocupações das futuras mamães. Para aquelas que adoram um banho de mar ou colocar os pés na areia, pensar em não frequentar mais a praia pode ser estressante.

Entenda melhor os riscos e cuidados que devem ser tomados para não precisar tirar a praia da sua vida durante a gravidez.

 

Grávidas podem ir à praia?

Sim, grávidas podem ir à praia. Não será exatamente como antes, mas não existem proibições para esse passeio. Ele pode até ser benéfico, ajudando a reduzir o estresse e melhorar o bem-estar da futura mamãe e do bebê.

No entanto, seu corpo não é mais o mesmo e não responde da mesma forma ao mundo à sua volta. Por isso, alguns cuidados são essenciais para evitar riscos e poder aproveitar ao máximo.

 

Cuidados com o banho de mar

Grávidas devem tomar muito cuidado ao entrar no mar. Apesar de ser apenas água, é um ambiente perigoso se você não estiver atenta. O chão irregular, com buracos que você pode não enxergar, e as ondas já apresentam risco de afogamento para quem não está grávida, na gravidez, o perigo é maior.

gravidez praia saúde cuidadosBasta uma onda forte para te derrubar, girar e fazer com que você bata a barriga no fundo. Em alguns casos, ela pode ser um risco mesmo quando você se mantém em pé, caso ela bata com força na barriga.

Isso significa que você não pode entrar na água? Não. Significa apenas que o mais recomendado é evitar ir muito fundo.

Tente não deixar a água passar muito da altura dos joelhos e se mantenha de costas para as ondas. Com isso, os riscos de ser derrubada são muito menores e as ondas fortes batem nas costas e não na barriga.

 

O sol pode ser um inimigo

Tomar sol na gestação é importante para que o corpo seja estimulado a produzir e absorver nutrientes, principalmente vitaminas. Mas, como já dizia a vovó, tudo que é demais estraga.

Durante a gravidez a pele da mulher fica muito mais sensível e as chances de se queimar, desenvolver alergias ou ficar com manchas é muito maior. Tenha, então, cuidados redobrados ao se expor ao sol e:

  • Use sempre protetor solar com fator alto de proteção;
  • Use chapéus e lenços para proteger rosto e cabeça;
  • Tenha sempre por perto um guarda-sol;
  • Evite horário de sol muito forte;
  • Dê preferências para o sol da manhã e do fim da tarde.

 

Comidas de praia devem ser evitadas

Mulheres sentem desejos na gestação e, com a mesma facilidade com que eles vêm, chegam também os enjoos e náuseas. Isso acontece não só pelos hormônios, mas porque todo o aparelho digestivo da grávida fica mais sensível.

Ainda que você evite alimentos que te façam mal, comidas normais e saudáveis, que você comeria tranquilamente em casa, podem ser um problema. Isso por que a comida da praia não tem garantias, então é sempre melhor evitar.

gravidez praia saúde cuidadosComida de praia costumam ter muito sal e fritura e, raramente, você sabe de onde ela veio. Não existe nenhuma garantia de que ela tenha sido armazenada de forma correta, que esteja limpa de verdade ou que não esteja em baixo do sol durante todo o dia.

Acredite, até uma folha de alface mal lavada pode ser um pesadelo na gravidez. Mais do que uma indigestão ou infecção alimentar, que já são muito ruins, você pode acabar consumindo algo que coloque em risco seu bebê e a gestação.

A melhor opção é sempre levar algo de casa, buscar algo que não exija muito na hora do transporte e armazenamento. Frutas, cenouras e pepinos crus e amêndoas são as melhores opções.

 

Biquíni molhado pode ser um perigo

Calcinha molhada em qualquer situação, para qualquer mulher, já oferece riscos de fungos na área íntima. Para gestantes o problema é maior, já que elas são mais propensas a doenças fúngicas, como a candidíase.

Aquela recomendação de entrar no mar com água apenas na altura do joelho ajuda muito aqui. Assim, você evita molhar o biquíni. Caso queira muito um banho de mar, lembre-se de levar uma troca e encontrar um lugar para substituir o biquíni molhado por um seco.

 

Algumas condições podem ser pioradas

A pressão arterial e os inchaços podem piorar na ida até a praia. O calor, o tempo de viagem e a mudança de altura e pressão do ar podem intensificar esses problemas.

Para reduzir os efeitos lembre-se de estar sempre ativa. Faça paradas durante a viagem para alongar e movimentar o corpo, não fique muito tempo sentada nem muito tempo em pé na praia, coma de hora em hora e tome muito líquido, de preferencia água. Assim, você não corre o risco de passar mal.

 

Quando não ir à praia?

Apenas o médico pode te dizer se você tem algum problema que te impeça de viajar para a praia. É pouco recomendado para mulheres com gravidez de risco, hipertensas ou com perigo de aborto espontâneo no primeiro trimestre.

Por isso, entre em contato com seu obstetra antes de viajar e veja se está tudo “ok” para o passeio. Não custa evitar riscos mesmo se sua gravidez está indo às mil maravilhas.

O único momento em que é terminantemente proibido viajar, não só para a praia, mas para qualquer lugar, é no último mês de gravidez. Você precisa estar preparada, perto do seu médico e maternidade, afinal, o bebê pode decidir chegar a qualquer momento.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *