Seu filho tem dificuldade para dormir? Estudos apontam que 3 em cada 10 crianças tem algum problema de sono e que 97% destes problemas são comportamentais relacionados com hábitos de sono e associações incorretas. Os outros 3% são relacionados à problemas físicos ou psicológicos que precisam de orientação médica.

Então se o seu bebê não dorme, a chance deste problema ser comportamental é grande, por isso hoje falaremos sobre alguns erros que as mães cometem com frequência que podem desencadear associações erradas de sono e o resultado pode ser dificuldades para adormecer, despertares noturnos ou o bebê que só dorme se for embalado ou no peito.

Cansar o bebê para que ele durma melhor

Fazer atividades para cansar o bebê especialmente perto do horário de dormir é um grande erro. O bebê precisa estar cansado o suficiente para dormir, mas deixá-lo elétrico a ponto de não conseguir se acalmar pode se tornar um grande problema na hora do soninho. Deixe as atividades mais agitadas para o dia e aproveite o começo da noite para brincar com seu filho de forma calma, assim ele tem a oportunidade de diminuir o ritmo e entender que a hora do sono está chegando.

Não ter rotina

Achar que seu bebê vai ficar cansado e dormir quando apresentar os primeiros sinais de sono não é uma solução inteligente. Os bebês precisam de previsibilidade para a sensação de segurança e assim então dormirem tranquilamente.

Deixar a luz do quarto acesa

A luz diminui a produção do hormônio do sono, a melatonina. Se seu filho não demonstrar medo de escuro, o melhor para o ambiente de sono é o escuro total. Se existir o medo, converse com seu filho para tentar ajuda-lo a superar este medo e combine de deixar uma luz bem baixa. Existem opções de luminárias que não deixam o quarto totalmente aceso, dando a sensação de segurança que as crianças precisam na hora de dormir sem atrapalhar a hora do sono.

Não deixar o bebê dormir durante o dia

As sonecas são necessárias para preparar a criança para dormir de noite. Se seu bebê tem menos de 3 anos, a soneca do dia é totalmente necessária para um sono noturno de qualidade. Algumas crianças fazem as sonecas diurnas até os 5 anos.

Levar para a cama dos pais

Deixar a criança adormecer na cama dos pais e depois leva-la para o berço ou cama pode causar um grande susto no meio da madrugada. Imagine se você dormisse na sua cama e acordasse na varanda? Os bebês teriam a mesma sensação.

Eletrônicos como TV, Ipad ou Computador

Deixar a criança assistir desenhos ou jogar até a hora de dormir também prejudica a produção do hormônio do sono. Assim como a luz, deixar a TV ligada à noite é um grande erro que muitos pais cometem.

Hora do Castigo

A hora de dormir não pode ser a hora do castigo. Se os pais querem ter um cantinho na casa para a criança pensar, tudo bem, mas tenha em mente que este lugar não pode ser associado à algo ruim, como por exemplo o castigo.

O quarto serve para dormir

A criança deve gostar do ambiente de sono, deve sentir-se segura. Brincar durante o dia no quarto é uma forma de criar este amor pelo ambiente. Deixe que seu filho brincar, participar da arrumação do quarto, enfeitar. Desta forma, no final do dia ela sentirá prazer em voltar ao mesmo ambiente.

Deixar o bebê dormir mamando ou em um cueiro

O fato de você estar amamentando é totalmente diferente de ficar com o bebê no colo durante todo o tempo enquanto ele pega no sono. Você pode e deve alimentar e dar carinho para seu filho se acalmar mas não faça disso um hábito para que ele pegue no sono. Amamente, acalme e o coloque no berço para que ele durma sem associações. Assim, quando ele ou ela acordar no fim dos ciclos de sono, saberão o que fazer e não irá precisar do peito ou do embalo para voltar a dormir.

Caso seu bebê já tiver associações e você enfrentar dificuldades para promover um sono de qualidade, faça uma reeducação para melhorar este padrão. Com métodos gentis, consistência e paciência, em algumas semanas seu bebê estará dormindo bem melhor e o sono poderá cumprir seu papel no desenvolvimento físico, psicológico e motor da criança.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *